A celulite é caracterizada pelo depósito de gordura sob a pele, que cria o temido efeito “casca de laranja”. Esse acúmulo tende a ocorrer nas áreas onde a gordura está sob a influência do estrógeno (hormônio feminino), como nos quadris, coxas, nádegas e, por vezes, nas mamas (parte inferior do abdome), braços e nuca.

No post de hoje, separamos algumas curiosidades sobre esta condição estética para você estar sempre em dia com a saúde da sua pele. Confira:

É um problema multifatorial

Não existe uma causa “principal” para o aparecimento da celulite, ela pode surgir partir de:

  • fatores genéticos;
  • metabolismo lento;
  • aumento de peso;
  • retenção de líquidos;
  • alterações hormonais;
  • má alimentação;
  • ingestão limitada de água.

Existem dois tipos de celulite

A celulite pode aparecer de duas formas. A celulite adiposa, mais comum, possui aspecto de “casca de laranja” e aparece nas áreas de gordura localizada. Ela também pode se apresentar como “infiltrada” quando está ligada à retenção de líquidos.

Já a celulite fibrosa, por sua vez, provoca o aparecimento de nódulos nas regiões atingidas e é resultado do endurecimento das fibras colágenas.

Seu aparecimento independe do peso

Ao contrário do que comumente ouvimos por aí, a celulite não é consequência direta do sobrepeso. O aspecto “casca de laranja” também aparece em pessoas consideradas magras, uma vez que ele está associado principalmente ao acúmulo de gordura e à flacidez – condições que podem decorrer de fatores genéticos ou externos como a má alimentação e o sedentarismo.

Os raios UV podem piorar sua aparência

Os raios UV podem danificar as fibras colágenas da pele e comprometer a produção do colágeno, tornando a celulite mais aparente. Por isso, não se esqueça de utilizar protetor solar quando houver exposição dos locais mais afetados por esta condição!

Sais, açúcares e a celulite

A quantidade de calorias, açúcares e sais presentes nas bebidas e alimentos podem influenciar no aparecimento da celulite.

No que diz respeito às calorias e açúcares, eles corroboram para o acúmulo de gorduras no sangue, enquanto os sais influenciam no processo de retenção de líquidos. Uma dieta balanceada é a melhor maneira de evitar e controlar a celulite.

Celulite e envelhecimento

O envelhecimento pode ser um agravante para esta condição estética: na medida que a idade avança, a produção hormonal sofre alterações drásticas e o número de células que produzem as fibras colágenas diminui, acarretando no aumento da flacidez, piora da circulação e na perda da massa muscular.

Está procurando se livrar desse incômodo? Então fica a dica: a combinação de exercícios físicos, alimentação balanceada, hábitos saudáveis e o uso de procedimentos estéticos de caráter preventivo (como a Radiofrequência) ajudam a amenizar e controlar os efeitos da flacidez, fazendo com que a celulite não se agrave.

Consulte um especialista e trace um plano de ação personalizado para seu diagnóstico!