Do cansaço à genética: como lidar com as olheiras?

4 de outubro de 2018

Do cansaço à genética: como lidar com as olheiras?

Hoje falaremos sobre um pequeno incômodo facial que impacta pacientes independentemente do gênero ou da idade: as olheiras. Embora associadas ao cansaço e às poucas horas de sono, esse desconforto estético pode ter outras causas. Elas são decorrentes do acúmulo de um derivado sanguíneo (hemossiderina), acúmulo do pigmento natural que dá cor à pele (melanina) ou ainda serem decorrentes da presença de um sulco nesta região (goteira lacrimal).

Fatores como a predisposição genética, a profundidade das calhas lacrimais sob os olhos, a quantidade de veias azuis na área dos olhos, a ausência de proteção solar, problemas na circulação sanguínea e alergias também são causas ligadas ao aparecimento das olheiras. Vale ressaltar que elas podem estar presentes de maneira individual ou conjunta.

Identificar as causas é o primeiro passo para começar um tratamento eficaz, já que ele dependerá deste conhecimento, podendo ser único ou combinado. A indústria farmacêutica conta com uma infinidade de cosméticos vitaminados que auxiliam na melhora da circulação, reduzindo o inchaço e amenizando o pigmento escuro das olheiras. Para os casos de sulco ou “goteira lagrimal”, o tratamento recomendado é o preenchimento utilizando-se o ácido hialurônico.

Quer se livrar deste pequeno incômodo? Consulte um especialista e descubra qual o tratamento mais adequado ao seu quadro!

Venha conhecer a clinica e o melhor tratamento lhe será indicado.

Dermatologia Estética , , , ,
WhatsApp | Dra. Angélica Pacheco - Dermatologia Estética
WhatsApp
close-image