Evitando estrias na gravidez

12 de maio de 2020

Evitando estrias na gravidez

As estrias já fazem parte do menu de preocupações estéticas de boa parte das mulheres – principalmente as estrias na gravidez. Elas consistem em atrofias tegumentares adquiridas, e surgem quando as fibras elásticas e colágenas (responsáveis pela firmeza da pele) se rompem e formam “cicatrizes”, que podem ser discretas ou exuberantes.

Tipos de estrias

As estrias variam em coloração, textura e permanência, podendo ser rosadas ou da cor da pele. Quando se tornam permanentes, elas ficam esbranquiçadas e possuem espessura e largura variáveis.

As estrias na gravidez

Para evitar seu aparecimento durante a gestação, é preciso dar início às medidas preventivas ainda nos primeiros meses, já que é nesta fase inicial que a pele pode esticar de maneira brusca, fazendo com que as fibras colágenas e elásticas se rompam. Por isso, é preciso garantir que a pele esteja sempre hidratada e preparada para enfrentar o aumento e a perda de peso sem criar estrias.

A importância da prevenção

Antes de mais nada, é necessária a consulta com um profissional especializado, assim, você evita possíveis alergias e efeitos colaterais indesejados. Os produtos mais usados para a prevenção de estrias são aqueles que protegem as fibras de colágeno, como a vitamina E, aplicadas com massagens nas áreas do abdômen, coxas e laterais da barriga.

Outras dicas de prevenção envolvem a proteção solar corporal, além de evitar a exposição ao sol entre às 10h e às 16h. Manter uma dieta equilibrada e aumentar a ingestão de líquidos durante a gestação também são medidas essenciais para evitar o ganho de peso excessivo – o acompanhamento nutricional pode fazer toda a diferença nesses quesitos.

Tratamentos recomendados

Mesmo com esses cuidados, ainda é possível que a distensão das fibras elásticas acarrete no aparecimento das estrias na gravidez. Embora sua eliminação seja mais difícil quando elas se encontram em estágios tardios, os procedimentos estéticos são capazes de amenizar as cicatrizes, como é o caso dos peelings químicos, do microagulhamento e da intradermoterapia.

O ideal é que a aplicação das terapias se dê ainda nas fases iniciais, quando as estrias estão recentes e rosadas. Os tratamentos podem ser aplicados de maneira combinada ou isolada, a depender do diagnóstico médico e das condições particulares de cada paciente. Consulte um especialista!

Venha conhecer a clinica e o melhor tratamento lhe será indicado.

Dermatologia Estética, Tratamentos Corporais , , , , ,
WhatsApp | Dra. Angélica Pacheco - Dermatologia Estética
WhatsApp
close-image